Homem faz cirurgia no dedo no Piauí e fica em estado vegetativo

Um homem está em estado vegetativo após cortar o dedo no trabalho, na cidade de Canto do Buriti, interior do Piauí. Segundo o relato da irmã dele, Joseldo Venceslau Cavalcante trabalhava quando se machucou e teve de ir ao hospital local.

De acordo com a mulher, que se identificou como Venceslania Cavalcante e que faz as denúncias, o irmão recebeu atendimento na unidade médica, onde foi realizada a sutura do membro e em seguida foi levado para a sala de Raio X, que constatou que o corte atingiu um dos nervos.

O paciente foi encaminhado para Floriano, ao Hospital Tibério Nunes, para fazer uma cirurgia. Venceslania conta que o mesmo teve de esperar 14 dias para a operação, após dar entrada no dia 11 de outubro.

No procedimento, Venceslau sofreu uma parada cardíaca, segundo os médicos, causada por uma alergia à anestesia. A mulher pergunta por que os profissionais não fizeram exames para saber se o homem podia ou não receber a medicação, já que nem mesmo a família tinha conhecimento disso.

A mulher afirma que os médicos ainda alegam que a vítima terá diversas sequelas. Após 24 dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), Venceslau foi levado para um quarto do hospital, pois já estaria respirando normalmente, de acordo com os funcionários.

Venceslania contesta que o irmão passou mal com dois dias fora da UTI com problemas na respiração. Ela diz que precisou gravar um vídeo mostrando o estado dele para conseguir um ventilador para Joseldo.

A irmã da vítima denuncia o descaso com o paciente, e outros que estão na unidade, e diz que ele pode ter contraído uma bactéria por ser exposto ao lixo do hospital, que muitas vezes ocupa o leito dos pacientes. A mulher diz ainda que pediu a transferência de Joselmo para o Hospital de Urgências de Teresina (HUT), mas os médicos negam o pedido receando descobrirem uma suposta negligência.

Com informações 180graus

Palavras-Chaves: ,

Curta a página do Portal Diário do Norte no Facebook: Portal Diário do Norte

Deixe uma resposta