MDB defende corte de gastos e entrega cargos ao governador

O MDB se reuniu, na manhã desta segunda-feira (05), para analisar analisar a atual conjuntura do governo do Estado. O senador eleito e presidente regional do partido, Marcelo Castro, anunciou tempos difíceis com a eleição do presidente Jair Bolsonaro. Ele avalia que a formação liberal do futuro ministro da economia, Paulo Guedes, dificulte o Estado.

O deputado federal afirmou que concorda com a proposta do Progressistas sobre a redução de gastos na máquina administrativa.

“Isso significa menos recurso, mais cortes de gastos, menor tamanho do Estado e isso significa que a dificuldade que estamos passando no momento provavelmente vai aumentar a aí nós não poderemos contar com a simpatia do governo federal para socorrer o Piauí no momento de dificuldade, nós vamos ter que nós valer dos nosso poucos e parcos recursos”, declarou.

MDB no governo

O presidente do partido informou que os cargos do MDB no governo estão à disposição  do governador.

“Iremos começar um novo governo, o MDB ainda vai sentar com o governador para decidir a nossa participação, que evidentemente deve ser proporcional à sua importância no processo eleitoral”, declarou.

Eleição da Alepi

Marcelo Castro defendeu o nome do atual presidente da Assembleia Legislativa, Themístocles Filho como o nome do MDB para a presidência da Casa.

“O MDB tem um candidato declarado que é o presidente Themístocles, que tem todos os pré-requisitos para exercer a presidência da Assembleia, como já o fez varias vezes”, declarou.

Marcelo Castro, porém, defendeu que a escolha seja um nome de consenso entre os parlamentares.

Com informações Portal Az

Palavras-Chaves: ,

Curta a página do Portal Diário do Norte no Facebook: Portal Diário do Norte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *