Irmão de delegado é preso acusado de explodir carro-forte

A Polícia Militar do Piauí prendeu no final da tarde desse domingo (29), em Buriti dos Montes, um homem identificado como Francisco Graciano de Lima, vulgo Natan, irmão de um delegado da Polícia Civil do Ceará. Ele é um dos integrantes da quadrilha de assaltantes de banco, que trocou tiros com a Polícia Militar do Piauí na região de Castelo do Piauí.

Ele é acusado da explosão de um carro-forte na cidade de Campo Maior. O coordenador geral de operações da Polícia Militar do Piauí, coronel Márcio Oliveira, afirmou que a prisão dele se deu por volta de 17h40, durante um cerco dos policiais em Buriti dos Montes. Com ele, a polícia contabiliza a quarta prisão desde o início das diligências no começo da semana.

“Nossas equipes, que estão no cerco lá no município de Buriti dos Montes, próximo à divisa com o estado do Ceará, fez a captura de mais um integrante daquela quadrilha que foi presa lá em Campo Maior. É um daqueles que confrontou com tiros a nossa guarnição, tombou uma Hilux preta e três adentraram ao matagal. Nós já tínhamos três armas apreendidas, um fuzil 762 e uma espingarda calibre 12 e no dia seguinte um fuzil 7mm. E agora foi preso mais um indivíduo com um fuzil 762, dois coletes balísticos, material explosivo. Então, são quatro presos, dessa quadrilha que estava tentando montar uma base para operar em Campo Maior”, comentou.

O coronel informou também que a prisão de Natan ocorreu com o auxílio de um delegado da Polícia Civil do Ceará, que é irmão do acusado. “Um delegado da Polícia Civil do Ceará se apresentou aos nossos comandantes na área e disse que queria intermediar a entrega do Natan, que estava temendo pela vida dele num possível confronto com a Polícia Militar. Foi facilitado isso, ele fez o contato com o Natan e aí foi feita a prisão desse indivíduo e apreendido esse material com ele”, explicou.

Fonte: GP1

Curta a página do Portal Diário do Norte no Facebook: Portal Diário do Norte

Deixe uma resposta